sábado, 17 de abril de 2010

China 2

A China é o terceiro país mais extenso do globo (9.536.499 Km) e o primeiro em população absoluta (1.285.000.000 hab), com uma densidade demográfica superior a 130 hab/Km.
Localiza-se no leste da Ásia e é cortada ao sul pelo Trópico de Câncer. É banhada pelo Oceano Pacífico e mares menores como o Amarelo e o da China Meridional.

QUADRO NATURAL

Analisando o quadro natural desse país podemos observar significativas diferenças entre sua porção oriental e a ocidental. Observe o mapa abaixo e confira em seguida as comparações que são feitas.

*China Ocidental – apresenta um relevo acidentado e elevado destacando-se a presença da Cordilheira do Himalaia (dobramento moderno que ultrapassa 8.000 metros de altitude) e o Planalto do Tibete (com altitudes ao redor de 5.000 metros). Mas curiosamente também surgem depressões. O clima é pedominantemente frio e seco com a ocorrência de desertos (Gobi e Takla Makan) e rios intermitentes. Nas regiões montanhosas do oeste nascem rios importantes que correm em direção ao sul e sudeste asiático e leste chinês.

*China Oriental – seu relevo é constituído especialmente por planícies sedimentares de baixa altitude. Apresenta clima temperado ao norte (Mandchúria) e tropical de monções no leste, sudeste e sul. Esses climas favorecem o aparecimento de florestas de clima temperado e tropical. Nessa porção do território chinês encontramos solos férteis como o aluvional ou de várzea que acompanha rios como o Si-Kiang e Yang-tsé. No vale do rio Hoangho encontramos o solo loess formado por um material poroso e amarelo escuro erodido e transportado pelos ventos. Isso costuma até mesmo carregar o leste, na região de Pequim de poeira em suspensão. O Yang-tsé é o mais extenso da China e nele está sendo construída a maior usina hidrelétrica do mundo: Três Gargantas.

QUADRO HUMANO

Observando com atenção o que foi exposto acima sobre o quadro natural você deve ter percebido que a porção oriental apresenta aspectos mais favoráveis a fixação do homem. O lado ocidental é mais rude, agressivo à presença humana. Dessa forma, encontramos 10% dos chineses no oeste e 90% no leste. Muito cuidado com esses percentuais da população desse país devido ao elevado número de habitantes que a China possui. Esses percentuais acabam representando a população de um Japão no oeste e o equivalente a nove vezes a população japonesa no leste. A China Oriental pode ser considerada o maior formigueiro humano do planeta.
Vamos apresentar e analisar a seguir uma série de dados sobre a população chinesa:

composição étnica
Etnicamente o país é homogêneo com 92% do grupo han. Os 8% de minorias (correspondente a quase três vezes a população da Argentina) reúne grupos como os coreanos, mongóis, uygures, tibetanos e coreanos. O nacionalismo separatista é uma preocupação das autoridades chinesas.

composição etária
A maioria da população chinesa é de adultos e o percentual de idosos ainda é reduzido. A rígida política de controle de natalidade e crescimento populacional (um filho por casal) estabelecida nas últimas décadas tem reduzido o percentual de jovens mas também tem aumentado a desproporção entre homens e mulheres devido à preferência por um filho do sexo masculino, especialmente para trabalhos no campo.

Distribuição da população

A China apresenta ampla maioria de população rural. O percentual de população urbana está aumentando com o crescimento do êxodo rural que acompanha as reformas econômicas nesse país, com maior crescimento econômico nas cidades do leste.
Indicadores da população
Fecundidade 1,8
Natalidade 17%o
Mortalidade 8%o
Mortalidade Infantil 41%o
Expectativa de vida 68/72
Na distribuição da população na China, população no oeste encontra-se mais
dispersa pelo território e no leste encontramos as maiores cidades do país.

QUADRO ECONÔMICO

Vamos analisar as atividades econômicas da China dividindo esse país em regiões geoeconômicas:

*Mandchúria – uma das mais importantes regiões desse país, apresenta elevada densidade demográfica, solos férteis, importante produção agropecuária com maior destaque para o trigo, um subsolo rico em minérios e forte concentração de indústrias de base ou pesadas (siderúrgicas, químicas, mecânicas e metalúrgicas). Devido a essa concentração enfrenta problemas ambientais principalmente de poluição atmosférica;

*Mongólia Interior – trata-se de uma das áreas mais vazias do território chinês, dominada pelo Deserto de Gobi. Desenvolve agricultura irrigada (principalmente o trigo) além de criação nômade;

*Sinkiang – apresenta reduzida concentração populacional e o Deserto de Takla Makan. Ocorre ainda uma imensa bacia semidesértica (Tarim) que chega, em alguns pontos a descer abaixo do nível do mar. Destaca-se pelo aproveitamento de petróleo, agricultura irrigada (pomares, algodão, trigo e repolho) e por instalações de indústrias estratégicas;

*Tibete – ocupa o sudoeste chinês em áreas muito elevadas. Sua população (os tibetanos) reclama do domínio chinês e deseja sua autonomia de volta. A área apresenta como atividade econômica tradicional a pecuária nômade. Cerca de 20% dos tibetanos são nômades e criam iaques. O governo chinês desenvolve atualmente uma estratégia de estabelecer ligações ferroviárias com essa região para integrá-la ao restante do país e facilitar a migração de chineses han para o povoamento do Tibete.

*Planícies Chinesas – área com elevada densidade demográfica. Seus solos são férteis permitindo uma grande produção agrícola (arroz, chá, amoreira, produtos tropicais, milho). Concentram-se indústrias de bens de consumo (têxteis, alimentícias) e Zonas Econômicas Especiais, abertas ao capital estrangeiro. É importante lembrar que, apesar de possuir uma das maiores produções de alimentos do mundo, a China não é auto-suficiente nesse setor.

FATOS HISTÓRICOS RECENTES IMPORTANTES

*1949 – a vitória das forças comunistas lideradas por Mao Tse-tung sobre as forças capitalistas do General Chiang Kai-shek leva a implantação do socialismo na China continental. Os capitalistas fogem para a ilha de Formosa fundando Taiwan (uma China capitalista que irá se tornar um importante Tigre Asiático).
*1950 – a China invade, ocupa e anexa o Tibete (de população lamaísta) ao seu território. O desejo de autonomia tem levado o Dalai-Lama a buscar apoio internacional para sua causa de um Tibete livre do domínio chinês.
*1953-1957 – começa a ser aplicado o Primeiro Plano Qüinqüenal com a preocupação de modernizar o país e coletivizar as terras.
*1958 – são criadas as comunas populares e é instituído o Grande Salto para a Frente, um fracassado plano econômico que visava um aumento da produção agrícola e industrial, mas que leva a total desorganização da economia e milhões de camponeses morrem de fome.
*1960 – divergências entre o governo de Pequim e o de Moscou levam a interrupção da ajuda econômica soviética para a China.
*1966-1976 – desenvolve-se a Revolução Cultural. Esse é um período de forte ontrole ideológico, de expurgo aos opositores a Mao Tse-tung e de isolamento da China suprimindo influências culturais do Ocidente no país.
Muitos opositores “desaparecem”, são presos e/ou mortos.
*1971-1976 – a China é admitida na ONU (1971) e diminuem os excessos da Revolução Cultural. Morre Mao Tse-tung.
*a partir do final da década de 1970 – sob a liderança de Deng Xiaoping, o governo chinês inicia um programa de modernização do país na agricultura, indústria, forças armadas, ciência e tecnologia. Desenvolve-se então um programa de reformas econômicas.
As comunas populares são extintas e volta a se admitir a propriedade privada no campo. Adotam-se características do sistema capitalista incluindo salários mais diferenciados e até o funcionamento de uma Bolsa de Valores. É admitida a formação de empresas privadas nas áreas urbanas. Em várias cidades do litoral são criadas as Zonas Econômicas Especiais (ZEE), abertas ao capital estrangeiro. A China tem recebido muitas multinacionais e é um dos países que mais atraem investimentos estrangeiros. Nas ZEEs tem apresentado significativo crescimento industrial com produção voltada especialmente para mercado externo. Há mais de uma década a China tem sido o país de maior crescimento econômico no mundo e já pode ser considerada a oitava maior economia do planeta.
A designação para a economia reinante atualmente na China é socialismo de mercado. Esse país trabalha no sentido de se tornar uma das maiores potências mundiais. Sua participação no comércio internacional tem aumentado rapidamente e recentemente entrou para a OMC (Organização Mundial do Comércio).
As reformas econômicas não são, porém, acompanhadas de reformas políticas. Não há abertura democrática na China. As decisões são muito centralizadas, há apenas um partido político (Partido Comunista Chinês) e as manifestações pedindo mais democracia não são incentivadas e são reprimidas. Acusações com relação ao desrespeito aos direitos humanos são relativamente freqüentes.
Indicadores econômicos (milhões de dólares)

EXERCÍCIOS
1- Há grandes diferenças entre a China continental de Oeste e a de Leste. Dentre elas, podemos dizer que a China Oriental:
a) é mais populosa que a Ocidental.
b) é mais seca que a Ocidental.
c) é socialista e a Ocidental, capitalista.
d) é agrícola e a Ocidental, industrial.
e) coincide com o domínio do arroz e a Ocidental, com o do trigo.

2- Uma das artérias fluviais mais importantes da China é o Yang-tsé, conhecido como Rio Azul. Qual destas características é correta?
a) apesar de utilíssimo para a rizicultura, ou seja, para o plantio do arroz, o
Rio Azul não se presta para a navegação;
b) o Yang-tsé tem o apelido de Rio Azul por causa da calma de suas águas,
causando sempre um tom cristalino de azul transparente;
c) o inverno chinês, apesar de rigoroso, é bastante breve. Isso faz com que
o arroz plantado na bacia do Yang-tsé se beneficie de uma longa estação vegetativa, que permite duas colheitas anuais;
d) mesmo com grande volume de água, o Rio Azul jamais ameaça as várias
aldeias instaladas em suas margens com o perigo da inundação;
e) o delta do Yang-tsé ainda é a região menos habitada da China, não abrigando mais do que 7 milhões de habitantes.

3- Assinale a afirmativa correta sobre a China:
a) sua renda per capita tem se elevado rapidamente conseguindo-se manter a boa distribuição de renda;
b) a introdução de práticas capitalistas tem ampliado as desigualdades regionais e sociais nesse país;
c) no vale do Rio Hoang-ho, o mais extenso do país, destacam-se a produção de amoreira, chá e a criação do bicho-da-seda;
d) a região do SinKiang apresenta predomínio de clima temperado com forte influência dos ventos de monções;
e) através de um plebiscito, a população do Tibete concordou recentemente com sua incorporação definitiva à China.

4- Território reincorporado pela China desde o dia 1º de julho de 1997, após décadas de domínio do Reino Unido. Localiza-se no sudeste do território chinês e é um Tigre Asiático. O texto se refere a (ao):
a) Taiwan
b) Macau
c) Hong Kong
d) Mandchúria
e) Xangai

5- Caracterize, do ponto de vista climático e agrícola, a China Meridional.
5- A China Meridional é dominada pelo clima tropical de monções com
chuvas abundantes no verão e estiagens no inverno. A produção
agrícola do sul da China é dominada por cereais, com grande
destaque para o arroz, além de produtos tropicais e o chá.

RESPOSTAS
1- A
2- C
3- B
4- C

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito agradecido pela sua visita.
Me perdoe não poder responder às suas perguntas.
Se gostou e quiser elogiar ou criticar positivamente, ficarei agradecido e até envaidecido.
Se não gostou, não há necessidade de expor sua ira, frustrações ou ignorância escrevendo grosserias. Simplesmente procure outro material na internet.
Forte abraço!
Prof. Miguel