sábado, 17 de abril de 2010

Ásia de Monções

O sul e o sudeste da Ásia recebem o nome de Ásia de Monções. Reúne países localizados ao sul da China em uma área cortada pela linha do Equador e pelo Trópico de Câncer e banhada pelos oceanos Índico e Pacífico, além do Mar da China Meridional e outros menores em meio à Indonésia. Conheça no mapa abaixo os países que compõem essa região.

Quadro natural

No relevo dessa região encontramos ao norte um importante dobramento do Terciário com elevadas altitudes, até mesmo ultrapassando os 8000 metros: a Cordilheira do Himalaia. Alguns velhos planaltos cristalinos podem ser destacados como o Planalto do Decã, na Índia. E encontramos também planícies aluviais, que acompanham cursos de rios. Geralmente, essas planícies são locais de elevada densidade demográfica e intensivo aproveitamento do solo para o cultivo do arroz. Acompanham alguns dos mais importantes rios dessa região, como o Indo, o Ganges, o Bramaputra e o Mekong.
Esses rios nascem na Cordilheira do Himalaia ou no Planalto do Tibete (na China) e correm em direção ao Oceano Índico ou Mar da China Meridional. Os rios Ganges e Bramaputra terminam juntos formando um dos maiores deltas do mundo em Bangladesh.
Nas regiões montanhosas ao norte encontramos o clima e a vegetação de montanhas. Ele apresenta variações com as mudanças de altitude. Subindo no relevo observa-se uma queda de temperatura, o que provoca alterações na vegetação. Em parte do Paquistão e oeste da Índia o clima é seco, com desertos e formações xerófitas e de estepes. A região onde se encontram a Malásia e a Indonésia apresenta clima e florestas equatoriais. Mas o clima predominante e que dá nome para essa região é o Tropical de Monções. Nas áreas em que há o predomínio desse clima encontraremos florestas tropicais, nas regiões mais úmidas e vegetações arbustivas em regiões menos úmidas.
Trata-se de um clima fortemente influenciado por um vento periódico: o vento de monções. Observe como ele ocorre:

*monções de verão – ventos muito úmidos sopram do Oceano Índico em direção ao Continente asiático. Nesse período do ano formam-se centros de baixa pressão no interior da Ásia que atraem esses ventos provenientes das altas pressões no oceano, ocasionando fortes e prolongadas chuvas nas regiões litorâneas e vales de rios, acompanhadas de gravíssimas inundações. Em Bangladesh, com altitudes muito reduzidas, essas inundações fazem milhares de vítimas e provocam grandes prejuízos.

*monções de inverno – apresentam o comportamento oposto com ventos secos que se dirigem do interior da Ásia para o Oceano Índico. Nessa estação do ano há uma inversão nos centros de alta e baixa pressão conforme descrito acima provocando um período de estiagem no sul e sudeste asiáticos.
Esse clima tem grande influência na vida das pessoas e sobre as atividades econômicas como a agricultura, com seus períodos de plantio e colheitas regulados por essas estações diferenciadas (concentração da produção do arroz especialmente durante as monções de verão).

Quadro humano

A Ásia de Monções apresenta uma das maiores concentrações populacionais do globo. É um verdadeiro formigueiro humano com uma população mal distribuída apresentando vazios demográficos em áreas montanhosas e/ou desérticas. As maiores concentrações estão nos litorais, deltas de rios e acompanhando seus vales.
A Índia é o país mais populoso dessa região, ficando em 2º lugar no mundo, atrás da China. Bangladesh é o de maior densidade demográfica na região. Cingapura destaca-se pelo elevado índice de urbanização. O IPH (índice de pobreza humana) que mede a privação de uma população em relação à longevidade, conhecimento e padrão de vida adequado (acesso à água potável, adultos sem acesso a serviços de saúde e crianças subnutridas), mostra também índices preocupantes na região.
Nessa porção da Ásia os indicadores sócio-econômicos são muito negativos. É uma das áreas mais pobres do planeta. As características do subdesenvolvimento são marcantes: altas taxas de natalidade e de crescimento populacional, analfabetismo e mortalidade infantil elevados, maioria de população rural, baixo nível de renda (mal distribuída) e IDH baixo.

Índia - composição etária

Podemos ainda lembrar que Cingapura é uma exceção nessa região, pois já é considerado um país desenvolvido, apresentando indicadores muito melhores em comparação aos outros países da Ásia de Monções. Observe mais uma tabela que complementa as anteriores e demonstra essas desigualdades:
Centenas de milhões de habitantes na Ásia de Monções são considerados pobres e extremamente pobres. Outra característica importante dos países da Ásia de monções é sua grande variedade étnica e religiosa. Na primeira tabela acima procuramos indicar a principal religião em cada país da região. A influência de várias dessas religiões sobre os aspectos culturais e modo de vida da população são marcantes. Dificultam políticas de redução da natalidade, levam à aceitação passiva das condições de pobreza... Podemos citar a questão da divisão da população da Índia em castas, grupos em que não há mobilidade social, por influência do hinduísmo.
Podemos também lembrar da ocorrência de conflitos étnicos e religiosos com tentativas de separatismo. A Índia enfrenta muitos problemas desse gênero, como os sikhs, minoria que deseja o separatismo da região de Pundjab. O caso mais sério, entretanto, é o da Caxemira, ao norte do território.
Na Caxemira a maioria da população é muçulmana e deseja o separatismo. Choques violentos têm ocorrido entre os caxemires e o governo hinduísta. O caso se complica porque o Paquistão, vizinho da Índia, e de maioria muçulmana, quer anexar esse território. Já ocorreram guerras entre os dois países. A relação entre eles continua tensa e atualmente os dois países já possuem armas nucleares. Veja abaixo o gráfico que mostra a composição religiosa dos dois países:

Quadro econômico

A Ásia de Monções apresenta uma economia primária de exportação.
Essa base econômica é uma influência do período de colonização européia. Os
países da região foram colonizados pelo Reino Unido, França, Holanda, Portugal e Espanha. Para os europeus interessava montar uma economia de fornecimento de matéria-prima e energia para a Europa. Ao mesmo tempo o desenvolvimento industrial ficou limitado e esse passado histórico de colonização de exploração contribuiu para o quadro atual de subdesenvolvimento. Vamos lembrar que a maioria da população na Ásia de Monções vive no campo e sobrevive da prática de atividades primárias, como a agropecuária.

Índia - força de trabalho

*Extrativismo – podemos inicialmente destacar a extração de madeira para exportação no sudeste asiático. A Malásia e a Indonésia apresentam significativos índices de desmatamento.
A produção mineral é significativa e em grande parte exportada. A reduzida industrialização leva a um reduzido consumo interno desses minérios.
A Malásia destaca-se com o estanho e a Indonésia com o petróleo (é membro da OPEP). Brunei, Vietnã e Malásia também são exportadores de petróleo. A Índia produz vários minérios, especialmente no Planalto do Decã. Podemos destacar o ferro e o carvão, além de petróleo, bauxita e manganês.

*agropecuária – a atividade de criação de animais não é um grande destaque econômico. Os rebanhos de bovinos e búfalos são rústicos e de baixa produtividade. A criação é extensiva sem maiores cuidados veterinários. As
inundações das monções de verão levam milhares de cabeças à morte e, na
Índia, por influência religiosa, apesar de possuir o maior rebanho de bovinos do mundo, a sua utilização é reduzida pelo não consumo da carne e por vezes
até do leite em muitas regiões desse país (animais sagrados).
A agricultura de subsistência é praticada no sistema de jardinagem, em espaços reduzidos com muita mão-de-obra, técnicas simples e aproveitamento intensivo dos solos aluviais, obtendo-se várias colheitas ao ano. O principal produto nesse caso é o arroz.
A agricultura comercial é praticada no sistema de plantation, em grandes propriedades, com técnicas modernas buscando-se alta produtividade. É feita
uma monocultura com a produção voltada prioritariamente para exportação.
Destacam-se produtos como o cultivo de seringueiras para a produção de borracha na Malásia, Indonésia e Tailândia, a produção de chá na Indochina e na Índia, além de cereais, cana, café (o Vietnã é atualmente o segundo maior produtor e exportador mundial), algodão e juta. A Índia possui uma produção agrícola mais diversificada nessa região.

*indústria – a Índia é o país mais industrializado da região e um dos mais industrializados do Terceiro Mundo. O setor têxtil tem grande destaque, além do siderúrgico, químico, mecânico e alguns setores de ponta como a produção bélica, nuclear e espacial. A Índia produz satélites, foguetes e possui armas nucleares.
Cingapura é um dos Tigres Asiáticos (os demais são a Coréia do Sul, Taiwan e Hong Kong). Esses países apresentaram rápido crescimento industrial nos últimos 30 anos atraindo muitos investimentos estrangeiros (predominantemente japoneses) e montando um parque industrial voltado para o mercado externo (produtos têxteis, petroquímicos, de borracha, brinquedos e eletrônicos). Malásia, Indonésia e Tailândia são chamados de Novos Tigres, com uma industrialização mais recente e uma economia ainda instável. O padrão de vida nesses países é inferior aos verdadeiros Tigres. Entre 1997 e 1998, os Novos Tigres iniciaram uma rodada de crises financeiras que atingiram muitos outros países (Japão, Rússia e Brasil incluídos).

Exercícios
1- Ventos que sopram de outubro a março do continente para o oceano, e no sentido contrário de abril a setembro, carregados de umidade, marcam, de forma contrastante, o regime de chuvas:
a) no trecho equatorial da América do Sul;
b) na costa ocidental da África;
c) no litoral do Pacífico, América do Norte;
d) no Atlântico Norte, entre EUA e Canadá;
e) na Ásia de Sudeste.

2- Grande densidade de população obrigando a plantar em pequenos espaços, a fim de que estes produzam muito, com presença de mão-de-obra abundante, caracterizam a agricultura:
a) rotativa na Europa Ocidental;
b) de jardinagem na Ásia Meridional;
c) mecanizada nos Estados Unidos;
d) de plantation na América Central;
e) de subsistência na América Latina.

3- (PUC) Assinale a alternativa que melhor corresponde à Índia:
a) sua população é essencialmente rural, com cerca de 80% vivendo em aldeias agrícolas, na planície Indo-Gangética;
b) destaca-se entre os países mais populosos e mais povoados do mundo, apresentando grandes concentrações urbanas, nas planícies férteis do
Bramaputra e do Ganges;
c) Calcutá, além de ser sua capital política e o principal centro industrial do país, é uma cidade com características ocidentais, densamente populosa;
d) ela se moderniza. Vários tipos raciais, sociedade dividida em castas, variedades lingüísticas e religiosa são fatos sociais do passado, que não influenciam seu atual desenvolvimento econômico;
e) apesar de todas as dificuldades, sua produção agrícola tem aumentado em relação à área cultivada e ao trabalho empregado.

4- Seu território situa-se num arquipélago. É o maior produtor de petróleo do sudeste Asiático. Antiga colônia holandesa. Na população, uma das maiores do mundo, predomina a religião muçulmana. Trata-se da (s):
a) Indonésia
b) Filipinas
c) Tailândia
d) Mianmar
e) Nova Zelândia

5- Caracterize o relevo encontrado ao norte da Índia:
5- É um relevo de elevadas altitudes com formação recente e instável
constituindo dobramentos modernos, a Cordilheira do Himalaia.
Nessa área são comuns os terremotos, a presença constante de
neve em elevadas altitudes pois domina o clima e a vegetação de
montanhas.

Respostas
1- E
2- B
3- A
4- A

Um comentário:

Fico muito agradecido pela sua visita.
Me perdoe não poder responder às suas perguntas.
Se gostou e quiser elogiar ou criticar positivamente, ficarei agradecido e até envaidecido.
Se não gostou, não há necessidade de expor sua ira, frustrações ou ignorância escrevendo grosserias. Simplesmente procure outro material na internet.
Forte abraço!
Prof. Miguel